História- Palmeiras - Ba - SITE ESPINHA DE PEIXE expr:class='data:blog.pageType'>

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!

domingo, 3 de janeiro de 2021

História- Palmeiras - Ba

 

História- Palmeiras

O povoamento do território iniciou-se a partir de 1815, quando Joaquim Pereira dos Santos ali se estabeleceu formando a fazenda Palmeiras. A descoberta de diamantes no riacho Lajedinho, provocou o êxodo de garimpeiros para o local, iniciando a formação do povoado Palmeiras. Em 1865, o padre Lino da Silveira Gusmão, iniciou a construção da igreja do Bom Jesus, concluída pelo coletor estadual José Xavier Alves. O topônimo originou-se da abundância de palmeiras existentes a oeste da cidade. Os nativos de Palmeiras são chamados palmeirenses. Gentílico: palmeirense Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de Vila Bela das Palmeiras, pela lei provincial nº 2651, de 14-05-1889, subordinado ao município de Lençóis. Elevado à categoria de vila com a denominação de Vila Bela das Palmeiras, pelo ato de 23- 12-1890, desmembrado de Lençóis. Sede na antiga povoação de Vila Bela das Palmeiras. Constituído do distrito sede. Instalada em 15-01-1891. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920. Elevado à condição de cidade com a denominação de Palmeiras, pelo decreto estadual nº 7120, de 13-12-1930. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950. Pela lei estadual nº 628, de 30-12-1953, é criado o distrito de Caeté-Açu e anexado ao município de Palmeiras. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Palmeiras e Caeté-Açú. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alteração toponímica municipal Vila Bela das Palmeiras para Palmeiras, alterado pelo decreto estadual nº 7120, de 13-12-1930.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA CAIPIRA