Barreiras: Polícia procura mãe acusada de matar filha de um ano e onze meses - SITE ESPINHA DE PEIXE expr:class='data:blog.pageType'>

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Barreiras: Polícia procura mãe acusada de matar filha de um ano e onze meses



Foto reprodução Alô Alô Salomão

A mãe, Elizete Alves de Souza, 21 anos, está sendo acusada de matar a filha de um ano e onze meses, com golpes de arma branca, provavelmente faca, na Rua Lafayete Coutinho, bairro São Pedro, em Barreiras/BA. O crime aconteceu possivelmente durante a madrugada desta quinta-feira (14), enquanto o pai da criança (vítima), o borracheiro José Carlos da Silva, apelidado de “Russo”, esposo da acusada, dormia no sofá da residência do casal.

De acordo com ele dormiu tarde, depois de chegar de um jogo de baralho no início da madrugada, portanto, não viu absolutamente nada do crime. Observa que a esposa lhe pediu dinheiro para comprar pão por volta das 06h 00 da manhã de hoje. Após isso, o mesmo lembra ter acordado depois das 09h 00, instante em que entrou no quarto e encontrou a garota morta, ensanguentada e com profundas lesões pelo corpo.

A delegada, Marineide Pires, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi até o local junto com uma equipe do Departamento de Polícia Técnica, onde encontraram a criança morta, realizaram pericia local e deram início a outras investigações do crime.

Ao constatar a veracidade da informação, a Polícia Militar procedeu com diligências, a fim de localizar a mulher acusada, portanto, até o fechamento desta matéria ainda não tinha obtido êxito. A delegada e investigadores da divisão de homicídios vão colher depoimentos de José Carlos e pessoas que possam ajudar nas investigações e adotarão todas as providências de polícia judiciária.

Há informações de que Elizete é usuária de drogas, mas segundo familiares, não há relatos de maus-tratos dela contra a criança.

O corpo da menor será submetido a exames no IML regional, no Distrito Integrado de Segurança Pública local. (Fonte: Alô Alô Salomão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA CAIPIRA