Fim do Bolsa Família e novo Programa Renda Brasil já tem previsão de lançamento - ESPINHA DE PEIXE

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL DO YOUTUBE

domingo, 28 de junho de 2020

Fim do Bolsa Família e novo Programa Renda Brasil já tem previsão de lançamento

O objetivo é que esse programa comece a valer após o auxílio emergencial terminar de pagar todas as parcelas.

Jair Bolsonaro (sem partido) planeja criar o Programa Renda Brasil, que irá substituir o Bolsa Família, em outubro de 2020. O objetivo é que esse programa comece a valer após o auxílio emergencial terminar de pagar todas as parcelas.

Atualmente, parte dos beneficiários recebem a terceira parcela do auxílio de R$ 600. Os beneficiários do Bolsa Família estão recebendo o pagamento, enquanto os demais beneficiários – inscritos no Cadastro Único e cadastrados via app ou site – continuam aguardando a divulgação do calendário.

O novo Renda Brasil tem expectativa de ser pago com valores entre R$ 250 e R$ 300 por mensais. O benefício deve ser pago aos inscritos no Bolsa Família e também aos cidadãos que estão recebendo o auxílio emergencial, fazem parte da população mais vulnerável e são considerados “desassistidos e desamparados”.

Atualmente, o assunto é discutido junto ao Ministério da Economia. Em maio, o ministro Paulo Guedes já havia falado sobre os planos do governo para lançar o novo programa, que seria a marca da gestão Bolsonaro na área social.

O novo programa Renda Brasil deve ser avaliado juntamente com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A expectativa é que nessa conversa também seja decidido sobre como vai ser a prorrogação do auxílio emergencial.

Bolsonaro tem o desejo de pagar R$ 1.200 adicionais, além das três parcelas de R$ 600 já garantidas. Os R$ 1.200 seriam divididos em R$ 500, R$ 400 e R$ 300. “Esse pessoal estava desatendido”, disse Paulo Guedes, ministro da Economia, em transmissão de vídeo ao vivo.

Ademais, Guedes também informou que a terceira parcela começará a ser paga sábado, 27 de junho. Apenas beneficiários do Bolsa Família estão recebendo a terceira parcela atualmente. O pagamento da terceira parcela deve começar sábado e seguir até dia 30 de junho, quando o pagamento para beneficiários do Bolsa Família também chega ao fim.
Você Pode Gostar Também:

O auxílio emergencial foi criado para ajudar trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Ainda na transmissão ao vivo, o ministro Paulo Guedes afirmou que o governo injetou R$ 1 trilhão na economia do país durante a pandemia. O ministro disse ainda que o Brasil pode surpreender o mundo com sua economia.
Fase de avaliação dos gastos e recursos

Após encerramento do auxílio emergencial, que deve ser pago até setembro, Bolsonaro pretende lançar o programa Renda Brasil.

No entanto, para que os planos do presidente se concretizem, são necessárias as discussões com o Congresso sobre as fontes de recursos para o novo programa social. Por ano, o Bolsa Família é pago a 27 milhões de cidadãos e custa cerca de R$ 30 bilhões.

No caso do auxílio, o gasto é de R$ 50 bilhões por mês e está sendo pago a mais de 50 milhões de pessoas, já incluso os beneficiários do Bolsa Família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA