Jacobina registra a primeira morte por coronavírus; mulher tinha 54 anos - ESPINHA DE PEIXE

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL DO YOUTUBE

domingo, 10 de maio de 2020

Jacobina registra a primeira morte por coronavírus; mulher tinha 54 anos


A primeira paciente diagnosticada com o novo coronavírus (Covid-19) em Jacobina não resistiu às complicações da doença e faleceu na manhã deste domingo (10). Marina Netta Costa da Silva, 54 anos, era comerciante e enfrentava problemas de saúde que se agravaram.
Marina apresentou os sintomas característicos da Covid-19 e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi feito um teste rápido que deu positivo.
Ela foi colocada em isolamento na unidade e, no dia 4 de maio, transferida de ambulância para o Hospital Couto Maia, em Salvador. Os profissionais de saúde vieram da capital para transportá-la. A paciente ainda sofreu uma parada cardíaca, tendo que ser reanimada antes de deixar Jacobina.
Marina enfrentava problemas de diabetes, hipertensão arterial e enfisema pulmonar, além de ser ex-tabagista. Ela apresentou os sintomas mais graves do coronavírus. Uma irmã segue para Salvador, onde vai tratar do translado do corpo. O sepultamento deve ocorrer em Cachoeira Grande, distrito de Jacobina. A prefeitura informou que, por conta das recomendações da Organização Municipal da Saúde (OMS), não deve ocorrer velório.
Além de Marina, outras cinco pessoas foram infectadas (leia aqui). Todos têm quadro clínico estável e estão em isolamento domiciliar. Outras duas pessoas da cidade de Irecê que tiveram contato com a família também se infectaram, segundo informou o prefeito de Irecê, Elmo Vaz.
Jacobina tem seis casos confirmados de covid-19, um importado e já curado, e uma morte. Três casos suspeitos aguardam resultados.

Por Robson Guedes / Jacobina Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA