NOTA DE REPÚDIO À DESTRUIÇÃO DO PATRIMÔNIO URBANO E A MEMÓRIA POLÍTICA DE JOÃO DOURADO - ESPINHA DE PEIXE

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL DO YOUTUBE

quinta-feira, 23 de abril de 2020

NOTA DE REPÚDIO À DESTRUIÇÃO DO PATRIMÔNIO URBANO E A MEMÓRIA POLÍTICA DE JOÃO DOURADO



Nós, vereadores do bloco oposicionista de João Dourado viemos publicamente repudiar o ato do Poder Público que menospreza e subestima a memória política e o patrimônio urbano de nosso município.
A população foi surpreendida na última segunda-feira, 20 de abril de 2020, com a destruição da Avenida Joaquim Augusto Dourado na entrada principal da cidade. Obra de intervenção urbana inaugurada em maio de 2003 na agenda de comemorações do 18º aniversário de emancipação política no mandado do saudoso ex-prefeito João Cardoso Dourado.
A construção e organização da referida via urbana nos colocou a frente de uma melhoria significativa em questões necessárias para o bom desenvolvimento da cidade. Além do progresso na vista paisagística do Município de João Dourado, a obra estabeleceu melhor movimento do trânsito, e resolveu questões primordiais quanto o fluxo de água decorrente de alagamentos em períodos de chuva.
Lamentável ainda que a Prefeitura Municipal de João Dourado esteja desconsiderando o período emergencial do coronavírus (COVID-19) para realizar obras com fins eleitoreiros e gerando um caos na cidade, uma vez que, ao mesmo tempo, outras intervenções urbanas estão em curso sem qualquer previsão para serem finalizadas. 

Os cidadãos e cidadãs joaodouradenses tem sofrido diariamente transtornos diante da falta de planejamento e boa vontade da gestão municipal e tornam-se inevitavelmente parte do jogo do marketing político que não faz nada em três anos, mas transforma a cidade em algumas obras (inacabadas) no final do mandato porque sabem que outubro é logo ali.
Não concordamos com destruição de quaisquer obras que tenham o intuito de apagar a memória política do município de João Dourado e por isso acreditamos que revitalizar seja sinônimo de revivescer e não de destruir. É preciso que se construa preservando a identidade local e guardando a memória de desenvolvimento da cidade com ações evolutivas e nunca destrutivas.
João Dourado espera que o Gestor olhe para os bairros e loteamentos que necessitam das suas intervenções urbanas, pavimentações, construções de praças, obras de drenagem e escoamento de água. É hora de oportunizar que as pessoas vivam e contemplem a cidade que moram.
Não podemos permitir que o Poder Público viva de aparências e de fachadas, mas que invista e viabilize projetos fundamentais para cuidar do bem estar de seu povo.
João Dourado, Estado da Bahia.
21 de abril de 2020.
Carlos Átila Araújo da Silva
Cristiano Oliveira de Souza
Elcio Loula Dourado
Rute Pereira Brito Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA