HOMEM É QUEIMADO COM ÓLEO E SODA CÁUSTICA PELA EX-COMPANHEIRA, AFIRMA FAMÍLIA. - ESPINHA DE PEIXE

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL DO YOUTUBE

quarta-feira, 8 de abril de 2020

HOMEM É QUEIMADO COM ÓLEO E SODA CÁUSTICA PELA EX-COMPANHEIRA, AFIRMA FAMÍLIA.


A família de Francisco Kidson Santos de Abreu de 34 anos acusa sua ex-companheira de tentativa de homicídio. Ela teria jogado óleo quente e soda cáustica contra a vítima, na segunda-feira (6).
A vítima está internada no Hospital de Emergência de Macapá (HE) com queimaduras de segunda grau. De acordo com o que repassou a família, embora não corra risco de morrer, os médicos informaram que Francisco poderá ter sequelas, pois seus braços e peito foram muito comprometidos.
A autora da agressão seria Valdelice Lopes Quaresma, com quem a vítima tem um filho de 8 anos. Eles tiveram um relacionamento de aproximadamente 10 anos.
Segundo a mãe, a relação do casal sempre foi conturbada. Nos últimos dias, Valdelice estaria pedindo uma sandália para o filho do casal, que mora com ela. Por volta das 11h de ontem Francisco esteve com a sua mãe e disse que iria na asa da ex-companheira entregar a sandália da criança.
Ao Chegar na residência, em uma vila do Bairro Pacoval, Zona Norte de Macapá, o mesmo teria chamado o filho, sentado no sofá. Valdelice teria então pedido para o filho sair, pois queria ter uma conversa a sós com Francisco.



Foi quando ela teria chegado jogando o líquido fervendo sobre Francisco. Essa parte da história, a mãe diz que o próprio Francisco teria lhe contato, quando chegou em casa ardendo em queimaduras.
Sobre a motivação, a mãe de Francisco não tem dúvidas.
‘’Não estou nada bem, o meu filho está em coma. A ex-mulher o queimou com óleo e soda cáustica. Ela não aceita a separação e fez ele de refém. Meu neto está sofrendo muito, agora ela vai perder a guarda dele’’, declarou indignada dona Creuza.
O caso foi registrado pela atual sogra de Francisco na 2ª Delegacia de Polícia e está sendo acompanhado pela delegada Andreza Monteiro. Segundo a delegada, o que parecer ter motivado a agressão teria sido o inconformismo da investigada com a decisão da vítima em se separar e começar um novo romance.
‘’Até o presente momento houve o registro da ocorrência, exame pericial na vítima, e a oitiva de uma informante. A investigada foi procurada pela Polícia Militar no dia dos fatos, mas conseguiu escapar do flagrante. Vamos marcar para oitiva mais duas informantes e intimar a investigada para prestar esclarecimentos, quanto aguardamos o laudo preliminar e o complementar da família’’, finalizou a delegada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA