'É mais grave do que a gente imagina', diz prefeito de Palmeiras após 1º caso de Covid-19 - ESPINHA DE PEIXE

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL DO YOUTUBE

sexta-feira, 3 de abril de 2020

'É mais grave do que a gente imagina', diz prefeito de Palmeiras após 1º caso de Covid-19

por Lula Bonfim

Foto: Divulgação

A mãe do primeiro contaminado com o novo coronavírus em Palmeiras (veja aqui), na Chapada Diamantina, é técnica de enfermagem, teve contato frequente com o filho e estava trabalhando normalmente no município até esta quarta-feira (1). A informação é do prefeito Ricardo Guimarães (PSD), que conversou na tarde desta quinta (2) com o Bahia Notícias e disse que “o caso é muito mais grave do que a gente imagina”.

Segundo Guimarães, o paciente recebeu alta no Hospital Regional de Seabra após supostamente ter se recuperado de um quadro de pneumonia e, em momento nenhum, a prefeitura de Palmeiras teve conhecimento de que seria um caso suspeito do novo coronavírus. Agora, a gestão municipal tenta monitorar as pessoas que tiveram contato com a pessoa infectada, incluindo a mãe, que já se encontra em isolamento domiciliar.

“Não é hora de procurar culpados, mas o Hospital Regional de Seabra não comunicou corretamente a gente. Estamos com o laudo de alta dele, no dia 22 de março. Ele já está isolado, mas a mãe dele é nossa técnica de enfermagem e estava trabalhando em uma unidade nossa. Ela foi acompanhante dele no hospital e os médicos lá tiveram contato com eles sem EPI (equipamentos de proteção individual)”, disse o prefeito, que preservou a identidade do contaminado.

O prefeito revelou ainda que, apesar de o comércio estar quase todo fechado no município, incluindo no Vale do Capão, um novo decreto deve ser publicado pela prefeitura nesta sexta (3), com medidas ainda mais incisivas em favor do isolamento social. “Estamos funcionando apenas o essencial. O que está aberto é apenas supermercado e farmácia, basicamente. E eles foram orientados. Não estão entrando mais de cinco pessoas. A gente está tomando muito cuidado”, finalizou Guimarães.

O caso confirmado pelas prefeituras de Palmeiras e Seabra não está contabilizado no boletim oficial da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), divulgado nesta quinta (veja aqui). Procurada pelo BN, a Sesab disse não comentar situações específicas. "Nosso boletim é referente aos casos confirmados pelo Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública). Se o caso for de fato confirmado, deve sair no próximo boletim. Não damos informações sobre casos isolados", respondeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA