Casos de dengue deixa região de Irecê em estado de alerta, segundo a SESAB. Veja como se proteger - ESPINHA DE PEIXE

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL DO YOUTUBE

domingo, 19 de abril de 2020

Casos de dengue deixa região de Irecê em estado de alerta, segundo a SESAB. Veja como se proteger



Quatro municípios da região de Irecê estão em estado de alerta com relação à dengue, são eles: Canarana (03 casos), Cafarnaum (01), Itaguaçu da Bahia (01) e Souto Soares (01 caso).
A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Em todo o estado são 55 municípios em alerta, de acordo com a Sesab. A cidade com o maior número de casos é Feira de Santana, com 108 ao todo, seguida de Salvador, com 45.
Com o objetivo de combater o mosquito Aedes Aegypti, a Sesab distribuiu 7,4 mil kits para serem utilizados pelos agentes de controles de endemias nos municípios.
Como prevenir a dengue?
A melhor forma de prevenção da dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, eliminando água armazenada que podem se tornar possíveis criadouros, como em vasos de plantas, lagões de água, pneus, garrafas pláticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas.
Roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia – quando os mosquitos são mais ativos – proporcionam alguma proteção às picadas e podem ser uma das medidas adotadas, principalmente durante surtos. Repelentes e inseticidas também podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo. Mosquiteiros proporcionam boa proteção para aqueles que dormem durante o dia, como bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos.
No momento, só existe uma vacina contra dengue registrada na Anvisa, que esta disponível na rede privada. Ela é usada em 3 doses no intervalo de 1 ano e só deve ser aplicada, segundo o fabricante, a OMS e a ANVISA, em pessoas que já tiveram pelo menos uma infecção por dengue.
Esta vacina não está disponível no SUS, mas o Ministério da Saúde acompanha os estudos de outras vacinas.

IMPORTANTE: Manter a higiene dos locais e evitar a água parada é a melhor forma, por isso é fundamental e essencial a participação consciente e diária de toda a população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA