Bolsonaro é proibido pela Justiça de adotar medidas contra isolamento - ESPINHA DE PEIXE

Breaking

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS!

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS BASTA CLICAR NO LINK!

sábado, 28 de março de 2020

Bolsonaro é proibido pela Justiça de adotar medidas contra isolamento



Presidente Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (27), a Justiça Federal proibiu que o governo federal adote medidas contrárias ao isolamento social como forma de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19). Foram suspensos a validade de dois decretos editados pelo presidente da república Jair Bolsonaro, que classificaram igrejas e casas lotéricas como serviços essenciais, que poderiam funcionar mesmo com proibição de aglomerações em estados e municípios.

A medida da Justiça Federal, de decisão liminar tem efeito imediato e deve ser cumprida em todo o Brasil. A decisão é resultado de um pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF), em que o juiz federal Márcio Santoro Rocha, da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias, determina que o governo federal e a prefeitura de Duque de Caxias "se abstenham de adotar qualquer estímulo à não observância do isolamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS),sob pena de multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento da decisão.

As medidas determinadas pelo juiz são:

A suspensão da aplicação dos incisivos XXXIX e XL do § 1º do art. 3º do Decreto nº 10.282/2020, inserido pelo Decreto nº 10.292;2020, editados pela União.

À União que se abstenha de editar novos decretos que tratem de atividades e serviços essenciais sem observar a Lei nº 7.783/1989 e as recomendações técnicas e científicas dispostas no art. 3º 1º, da Lei nº 13.979/2020, sob pena de multa de R$ 100.000,00

Ao município de Duque de Caxias que se abstenha de adotar qualquer medida que assegure ou autorize o funcionamento dos serviços e atividades mencionados nos incisos XXXIX e XL do §1 do art. 3º do Decreto nº 10.282/2020, inserido pelo Decreto nº 10.292/2020, sob pena de multa de R$ 100.000,00

À União e ao município de Duque de Caxias que se abstenham de adotar qualquer estímulo à não observância do isolamento social recomendado pela OMS e o pleno compromisso com o direito à informação e o dever de justificativa dos atos normativos e medidas de saúde, sob pena de multa de R$ 100.000,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO VIOLA VIVA